Poemas

9 poemas

Heraclito ao pé do lago

Perto das águas verdes se juntam as veredas.
Ha silêncios por aí, pesados e abandonados pelo homem.
Cala-te, cão, que estás provando o vento com as narinas, cala-te.
Não despeças as recordações que vêm
chorando enterrar o rosto nas suas...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga sobre destino, dúvida, homem, segredo, velhice, voz, sombra, tempo

O velho monge me está murmurando desde o limiar

Rapaz, que andas pela erva do meu eremitério,
resta ainda muito até o pôr do Sol?

Quero entregar minha alma
ao mesma tempo que as serpentes esmagadas ao raiar da manhã
pelos paus dos pastores.
Não me tenho torcido eu também na poeira...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga sobre agua, cabeças, céu, coração, mundo, velho, vida, vinho, alma, sombra

Sono

Noite inteira. Bailam estelas na reiva.
Retiram-se no bosque e nas grutas as sendas,
o capricórnio se cala.
Mochos pardos se pousam como urnas nos abetos.
Na obscuridade sem testemunhas
tranquilizam-se as aves, o sangue, o país
e as...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga

Paraíso desvanecido

O porteiro alado ainda está a brandir
um botão de espada desprovido de chamas.
Não luta com ninguém,
mas sente-se vencido.
Por toda a parte, nos prados e no torrão,
serafins de cabelos nevados
estãão sedentos de verdade,
mas as águas...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga

Peisagem transcendente

Galos apocalípticos estão cantando,
continuamente cantando nas aldeias romenas.
As fontes da noite
abrem os olhos e escutam
as tenebrosas novas.
Pássaros como anjos de água
traz o mar para as ribas.
Na beira - com incenso nos cabelos...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga

Saudade

Há horas, há dias que ando a velar
numa riba amarela de Portugal.

Com a armadura perto de mim, recto,
com minhas mãos cruzadas no peito.

Cantando plangente olharia sete anos
para o céu com cordeiros lusitanos,

se não topasse com...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga

Auto-retrato

Lucian Blaga está mudo como um cisne.
No seu país
a neve da criatura substitui a palavra.
A alma dele anda em busca,
em busca mudo, secular,
desde sempre,
a até aos últimos confins.

Anda em busca da água da qual bebe o arco-íris....

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga

Nós e a Terra

Tantas estrlas caem esta noite.
O demónio da noite parece segurar entre suas mãos a Terra
e soprar sobre ela chispas como se fosse isca,
violentemente, para incendiá-la.
Esta noite, quando tantas
estrelas caem, teu jovem corpo
de...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga

Silêncio

Há tanto silêncio em volta que me parece ouvir
nas janelas o golpe dos raios da Lua.

No meu peito despertou-se-me uma voz estranha
e uma canção dentro de mim canta uma saudade que não é minha.

Diz-se que antepassados, mortos antes do...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga