Poemas por Lucian Blaga sobre Sangue

4 poemas por Lucian Blaga sobre sangue

Lucian Blaga

Sono

Noite inteira. Bailam estelas na reiva.
Retiram-se no bosque e nas grutas as sendas,
o capricórnio se cala.
Mochos pardos se pousam como urnas nos abetos.
Na obscuridade sem testemunhas
tranquilizam-se as aves, o sangue, o país
e as...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga sobre sangue

Peisagem transcendente

Galos apocalípticos estão cantando,
continuamente cantando nas aldeias romenas.
As fontes da noite
abrem os olhos e escutam
as tenebrosas novas.
Pássaros como anjos de água
traz o mar para as ribas.
Na beira - com incenso nos cabelos...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga sobre sangue

Nós e a Terra

Tantas estrlas caem esta noite.
O demónio da noite parece segurar entre suas mãos a Terra
e soprar sobre ela chispas como se fosse isca,
violentemente, para incendiá-la.
Esta noite, quando tantas
estrelas caem, teu jovem corpo
de...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga sobre sangue

Silêncio

Há tanto silêncio em volta que me parece ouvir
nas janelas o golpe dos raios da Lua.

No meu peito despertou-se-me uma voz estranha
e uma canção dentro de mim canta uma saudade que não é minha.

Diz-se que antepassados, mortos antes do...

Lucian BlagaPoemas por Lucian Blaga sobre sangue